Consumo de Rádio em Portugal (II)

Na sequência do meu último artigo, e dissecando os resultados obtidos nos meses de Julho e Agosto de 2011, considerei no meu Ensaio o seguinte:

 

“Achei muito curiosos os resultados obtidos pela primeira questão, que pretendia saber qual ou quais as Rádios ouvidas com mais frequência. Foi inevitável a comparação com os resultados obtidos pelo sistema de avaliação trimestral da Marktest (o Bareme-Rádio), e da qual extraí algumas considerações interessantes: se o Bareme nos diz, há anos, que a RFM é a líder incontestável de audiência no panorama radiofónico português, os resultados deste trabalho demonstram que é verdade, esta encontra-se, de facto, entre as Rádios mais populares, mas ainda assim atrás da Rádio Comercial e a par da TSF e da Antena 3.

A diferença é tão grande que tenho de voltar a fazer aqui referência à metodologia aplicada, e meter o dedo na ferida: será admissível confiar num estudo (oficial) como é o Bareme-Rádio, quando este se baseia em entrevistas efectuadas para telefones da rede fixa, coisa que cada vez menos se usa? Ao invés disso, não deveria esse estudo apoiar-se noutras ferramentas, nomeadamente o telemóvel ou a internet, para desse modo abranger uma faixa realmente representativa da população? Ao deparar-me com os resultados aqui obtidos, penso imediatamente nas implicações de tal avaliação, nomeadamente, na sua repercussão comercial, sendo que a Rádio mais ouvida é a que mais vende; ou seja, os estudos da Marketest apresentam resultados que valem dinheiro.

As questões que aqui levanto não são novidade, têm inclusivamente sido alvo de alguma discussão no meio académico, mas a verdade é que, apesar da existência de tecnologia capaz e da realidade do Portugal do século XXI, o telefone fixo da residência doméstica continua a ser o método utilizado para contacto com os ouvintes. Fossem outros os meios, e talvez os resultados trimestrais (outra decisão de difícil compreensão, num mundo onde a audiência televisiva é avaliada, literalmente, ao minuto) do Bareme-Rádio revelassem uma realidade diferente. Eu estou certo que sim.”

 

Entretanto, os resultados de 2012 já apresentam a Rádio Comercial no topo da lista das mais ouvidas pelos portugueses. Por aqueles que atendem o telefone fixo, bem entendido.

1 comment
  1. Radio Man said:

    Acho que está a meter-se por caminhos muito complicados. Essa é uma constatação que tem anos e anos mas que não era contestada por quem ia na frente (RFM). Se agora a Comercial passou para a frente…..são de esperar reações, a vida é assim e a Marktest ainda faz pior, cria regiões do país que não exntem e coloca concelhos do interior no litoral ou o contrário (quando dá jeito) . Tenha cuidado .

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s