Da Weasel and the music industry

Da Weasel, o fim. Sem explicações. Fará sentido?

Todo. Mas não tem de fazer. Com ou sem explicações. Só o fim anunciado.

Os membros estão envolvidos em projectos novos. Depois de um ano sabático, dedicado à individualidade de cada um, o fim é anunciado, num momento de expectativa, pelo eventual novo trabalho que se esperava da reunião.

O que se conclui?

Para os puristas da arte pela arte, da música enquanto experiência estética, a banda opta por sair em grande, com um trabalho notável. Um contributo importante para a história da música nacional, mantendo-o vivo através da participação em novos projectos.

Para os que se assumem menos ingénuos, que entendem a música como componente de uma indústria, a banda faz uma manobra de marketing de mestre: word of mouth e atenção mediática durante algum tempo, chamando à atenção para os novos projectos em que se envolvem que ganham assim, maior notoriedade; porta aberta para um regresso, sem que tenha existido um arrastamento da banda, dos seus elementos e da sua produção; criatividade em aberto porque ainda ficou muito por explorar; espaço para uma reunião, ao vivo ou para a criação de um best off ou reedições. Regresso em grande, porque acabaram exactamente num momento de expectativa…

Haverá uma opção correcta?… Não sei. O tempo o dirá.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s