Netscope: o lugar da rádio e o método. Conclusões indefinidas.

O post [ler] sobre s dados do Netscope, recentemente apresentados pela Marktest suscitaram alguns comentários aqui no NetFM [ler], a propósito do lugar ocupado pelo meio rádio no ranking dos media avaliados. O erro de interpretação foi do NetFM, sem dúvida e comprova apenas duas coisas:

  • a rádio pública nada ganhou com a fusão entre rádio e televisão num mesmo website;
  • o método usado para medir o tráfego não indica o tráfego das subpáginas de cada site.

Ao que parece, a contagem faz-se pela entradano site, sem indicar a navegação que se faz no mesmo. Ou seja, sabemos que há X utilizadores no tráfego da RFM, mas não sabemos quais as páginas que, neste domínio, estes consultaram.

Este tipo de informação será útil, por exemplo, para a RFM, que consegue, através da análise interna ao tráfego do site, definir picos de tráfego na sua página e uma navegação que aponta essencialmente para a escuta da emissão. Contudo, não será relevante no caso das rádios públicas, uma vez que têm a mesma porta de entrada da Televisão, pelo que havendo acessos contabilizados a programas e rubricas das diferentes estações, ao nível de descargas de podcasts ou streamings diferidos, a média do tráfego será sempre superior àquele que efectivamente é apresentado. Acrescem ainda as entradas não contabilizadas, através de agregadores de podcastsou links directos para a página respectiva da estação ou do arquivo de programas. Resta saber se se trata de um erro técnico na construção e estrutura de navegação dos próprios sites ou se a Marktest não está, efectivamente, a contabilizar mais do que a entrada pela porta principal…

3 comments
  1. Atento said:

    Sendo assim em que lugar estão as rádios do grupo RTP? Fica tudo contabilizado (rádio + televisão) na marca/portal RTP?

    Com os melhores cumprimentos.

  2. Acresce que se só contam entradas no site não contam permanências, não despistam reloads e não tem dados reais de audiências…

  3. Paula Cordeiro said:

    Atento: sendo assim, qual será então, o verdadeiro lugar da Rádio enquanto meio? Quantos utilizadores ficarão por contabilizar, que recorrem ao WMP e outros players para escutar estas e outras estações?…
    Mas pensemos que é um primeiro passo para medir o tráfego na Internet e que, por isso mesmo, irá ser aperfeiçoado.

    Ricardo Reis: exactamente…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s