A caminho do “Fundão”, Cap. II

dsc06005.jpgdsc06005.jpgO NetFM retoma a segunda parte da viagem ao Fundão, com a companhia de rádios locais e nacionais. Já fora de Lisboa, a sintonia automática tendia a seleccionar maioritariamente rádios nacionais, em bdsc06005.jpgdsc06005.jpgoa medidaRádio IIRádio II pela força do sinal. De entre Rádio IIo grupo de viajantes, a maioria reconhecia imediatamente tratar-se de estaçõRádio IIIRádio IIIes não locais… Regra geral, a observação mais comum, dizia respeito à qualidade do som, reconhecidamente digital, como frequentemente aconteceu para a Renascença, e pelo número de frequências nas quais se captam esta estação.

Depois de oficialmente abandonarmos o perímetro de Lisboa,  a música mudou. Certo é, que a rádio está toda muito igual, contudo, por esse país acima, encontrámos algumas diferenças que se prendem não tanto com a música em si, mas com a abordagem, a selecção e mistura e, acima de tudo com a comunicação entre a estação e o ouvinte. Da música de dança ao folclore, passando pela música popular portuguesa, os êxitos e recordações anglo-saxónicas, seleccionámos de tudo um pouco e concluímos que, no momento em que sintonizamos estas estações, não encontramos grandes diferenças em relação às rádios com emissão nacional. Então, o que faz destas, rádios locais? O que as impede de se dirigirem para um grande “Fundão”?

Rádio III Não acredito que o público seja muito diferente do público da grandes cidades e áreas urbanas. Terá certamente outro tipo de objectivos e interesses, prioridades diferentes. Certamente deseja, como qualquer ouvinte, que aquela seja a “sua” rádio. Desta forma, algumas das estações que ouvimos apresentavam programas de conversa ou quase interactivos. Conduto, não foram suficientemente cativantes para fixar o grupo de viajantes. Por outro lado, a locução e a artística destas estações revelaram-se como os elementos menos atraentes. Ou seja, embora a música possa ser copiada das estações de grandes audiências e o estilo da programação, é efectivamente quem está ao microfone que faz a rádio…

 Mais, sobre esta questão, no III capítulo desta viagem…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s