A relação entre a rádio e a indústria musical

Leitura: “Don’t Play it Again Sam: Radio Play, Record Sales and Property Rights“, Stan J. Liebowitz, Universidade do Texas, Janeiro de 2007 (Via Hear 2.0)

1 comment
  1. ora aí está uma perspectiva que nunca me tinha ocorrido, a do efeito contrário à lógica subjacente de que a playlist (leia-se, no caso português, “a força do hábito” – vulgo “a repetição exaustiva”) leva à compra de discos. muito interessante…
    ocorre-me uma velha máxima: “ensinar a pescar” é mais proveitoso que “dar o peixe”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s