O aborto e a neutralidade na rádio

De acordo com o jornal Público de hoje, a defesa do “sim” conduziu à decisão de suspensão do programa da passada Sexta-feira de “O Amor é…” de Júlio Machado Vaz na Antena 1.

Indica a mesma notícia que “a decisão de não emitir o programa foi da direcção de programas da rádio, justificando que ‘as posições aí tomadas pelos autores sobre o referendo (…) colidem frontalmente com o princípio de neutralidade a que a rádio pública está obrigada e com o imperativo de neutralidade” daquele serviço público’”. [ler]

Compreendo a justificação da direcção de programas, contudo, de acordo com a descrição do programa, disponível na página da RTP, este é um espaço de reflexão, caracterizado pelas conversas do Prof. Júlio Machado Vaz com Ana Mesquita sobre o amor e a sexualidade. Conclusão: há conversas que não se podem ter?…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s